• INANA

Conheça os andares da sua Casa Mental!

Atualizado: Ago 14

Vivemos ocupados, cansados, frenéticos e estressados, sem saber o que fazer para viver melhor.


A pandemia da COVID-19 amplia ainda mais o nosso medo e as nossas inseguranças. Mas esse momento difícil pode nos levar a refletir sobre o que podemos fazer para nos tornar pessoas melhores e mais comprometidas com a redução das desigualdades e do sofrimento humano.


Você sabia que conhecer a sua Casa Mental pode justamente ajudar a repensar a sua vida e mudar o seu futuro? Já pensou que todos temos uma sombra que reúne nossas tendências reprimidas e precisa ser integrada à nossa consciência para que sejamos pessoas mais livres e conscientes de nosso papel?


Por isso selecionamos aqui algumas dicas. Elas visam te ajudar a se conhecer melhor e viver com mais serenidade e comprometimento.



Conheça o seu castelo

Sabe aquela sensação de que nada em nossa vida dá certo? Ninguém precisa viver sofrendo para sempre, né? Em vez disso, na busca por uma vida sem hipocrisia e com propósito, todes podemos recorrer ao autoconhecimento.


A dica aqui, portanto, é conhecer o seu próprio castelo mental para transitar entre os andares com equilíbrio.


Investigue sem medo

Há vários caminhos na busca pelo autoconhecimento. No livro No Mundo Maior, psicografado por Chico Xavier em 1947, o espírito André Luiz ensina que o nosso cérebro é como um castelo de três andares.


No primeiro andar (ou subsolo) estaria a residência de nossos impulsos automáticos. Ou seja, todo hábito adquirido. É onde reside o inconsciente. Refere-se ao Id de Freud: energia psíquica inconsciente que trabalha para satisfazer impulsos básicos, necessidades e desejos.


No segundo (ou térreo), estaria o domicílio das conquistas atuais, onde moram as qualidades obtidas pelo esforço e a vontade. Refere-se ao Ego que se relaciona, trabalha e constrói a vida cotidiana


Por fim, as noções superiores estariam no terceiro andar (ou sótão), indicando a meta para o bem a ser alcançada. Segundo Jorge Bichuetti, refere-se ao andar das ideias sublimes, da espiritualidade, do nosso encontro com o sagrado, com o divino, o ético e o estético.


Investigar nossos hábitos, impulsos, onde gastamos nossa energia e o que traçamos para o nosso futuro seria então o ponto de partida para conhecer nossa Casa Mental. Você tem coragem?


Atenção: autoconhecimento não dispensa a terapia psicológica e o o tratamento psiquiátrico. Consulte um especialista sempre que necessário!


#dicasdeleitura #andreluiz #autoconhecimento

 
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now